O que a SABESP tem a aprender com o PRIUS?

aguaO ano de 2014 nem bem começou, e já foi, e 2015 vem já muito acelerado. Essa percepção da volatilidade do tempo, quando pensamos na questão da crise hídrica, nos chama a atenção, pois já faz exatamente um ano que os alertas mais agudos começaram. Os especialistas em saneamento afirmam que a vulnerabilidade no suprimento de água em São Paulo é uma questão que já se arrasta a cerca de uma década, mas isso não trataremos aqui.

 

É certo que a atuação da mídia na publicização de causas tem um papel fundamental para ganhar a consciência das pessoas, de forma coletiva. A admissão do governador Geraldo Alckmin de que existe racionamento de água em São Paulo, pode ter impacto na forma como a crise hídrica será tratada nos dias e semanas que virão. O que se espera é não apenas maior exposição do assunto, mas também que seja incorporada uma visão educativa, orientando as pessoas sobre como atuar de forma concreta na redução dos desperdícios.

 

Nos últimos meses, nossos artigos tem tratado sobre como a educação ambiental atual, praticada no Brasil, pode (deve?) evoluir para ações comportamentais de fato. O que entendemos como a diferença entre um projeto educacional e um comportamental? O projeto educacional é amparado em 1) conteúdos e em 2) metodologias de entendimento desses conteúdos. O projeto comportamental soma os pontos 1 e 2, e ainda se incumbe de uma terceira missão, que é assegurar que esses conteúdos sejam de fato incorporados como hábitos no cotidiano das pessoas. Para isso, a dimensão vivencial do aprendizado, que deve acontecer após aplicação do conteúdo, ganha até maior importância, no nosso entendimento, do que o próprio conteúdo em si.

 

E este é o grande desafio que se apresenta: conseguir que mais pessoas incorporem ações pró conservação de recursos, e de forma cada vez mais efetiva.

 

Como forma de tentar atender este desafio, anualmente acontece nos EUA o evento BECC (Behavior, Energy and Climate Change), o qual eu tive a satisfação de atender pela 5ª vez. É indiscutivelmente o maior fórum mundial de troca de experiências e práticas que visam engajar pessoas na arte (por que não?) de evitar desperdícios de recursos – sim, apesar do nome há várias menções e apresentações que incluem água, além de energia.

 

Uma das vantagens de ir a eventos como esse em sequência é conseguir comparar, ao longo do período, o que vai surgindo de novidades, enquanto quais práticas sejam mais efetivas e que consigam com maior intensidade (e menor esforço e custos associados) convencer mais pessoas a adotarem hábitos sustentáveis.

 

Em 2014, duas disciplinas ganharam especial ênfase: o Storytelling (contação de histórias, que já havia sido destacada em 2013) e o design. Sim, o design!

 

O painel mais marcante para mim foi What If the Prius Had Looked Like Every Other Car? How Visual Design Influences Our Behavior and Changes Our World (que numa tradução livre seria “E se o Prius parecesse com qualquer outro carro? Como o design visual influencia nosso comportamento e muda nosso mundo”. Os debatedores Andrew Burroughs (IDEO) e Lisa Jackson (Frog Design Inc.), atuantes em projetos de consultoria e design, encheram nossos olhos com exemplos e casos comparados onde a incorporação de ferramentas de design fizeram diferenças cruciais em produtos e na adoção de hábitos e atitudes dos consumidores.

 

Voltando à crise hídrica de São Paulo: o que podemos aprender com as experiências internacionais? Afinal, no momento em que estamos, não podemos negar que toda a ajuda é muito bem-vinda.

Neste momento, o recado mais útil que nos ocorre é: SABESP, go visual!

Se ferramentas visuais podem ajudar a transformar tendências no mercado automobilístico global, podem também nos ajudar a economizar nossos recursos. Enquanto isso, para não perder a chance, continuemos fechando nossas torneiras e tomando banhos curtos!



Gostei bastante de conhecer a ferramenta e acho a proposta inovadora. Os mercados atuais tem uma grande demanda de ferramentas de TI e podem ser aplicadas para melhoria contínua de todos os setores. Parabéns a Home Carbon.

Pesquisadora, UNIFEI-MG, participante do Webinar sobre Como ferramentas inteligentes podem incrementar programas de Eficiência Energética e Hídrica

Uma boa ferramenta para apresentação e esclarecimento de temas relevantes a área de energia.

Engenheira, AES Eletropaulo, participante do Webinar sobre Como ferramentas inteligentes podem incrementar programas de Eficiência Energética e Hídrica

Acredito que destacar a importância de pequenas ações para buscar melhorias foram muito válidas, que é possível minimizar o comportamento em relação ao consumo excessivo com pequenas melhorias criando boas perspectivas e obtendo resultados satisfatórios.

Eletrocar - Centrais Elétricas de Carazinho S.A., participante do Webinar sobre Planejando ganhos de projetos comportamentais de Conservação de Energia e Água.

É importante ter ações como essas para a difusão das melhores práticas.

Gerente, Eletrobrás Alagoas, participante do Webinar sobre Planejando ganhos de projetos comportamentais de Conservação de Energia e Água.

Muito interessante. Um ótimo canal de comunicação para divulgação temas importantes como água e energia.

Educador de ESCO, participante do Webinar sobre Perdas comerciais (“Gatos”) de Energia Elétrica e Água.

Muito interessante a oportunidade de ter novas experiências na organização. Em 1 hora e meia de forma prática e sem custo.

Gestora comercial, CERTAJA Energia, participante do Webinar sobre Tarifa Social de Energia Elétrica e comportamento de consumo - Meios de adequar a necessidade (e desejo) de consumo à renda.

Conteúdo pertinente à nossa realidade. Oportunidade ímpar para aprimorarmos os nossos projetos. Concluímos que no outro lado do mundo, os problemas são semelhantes aos nossos.

Analista, Eletrobrás Rondônia, participante do Webinar sobre Tarifa Social de Energia Elétrica e comportamento necessidade (e desejo) de consumo à renda.

O conteúdo foi abordado de maneira muito interessante e rica em dados e experiência.

Engenheira de Estudos e Planejamento, CEMAR - Companhia Energética do Maranhão, participante do Webinar sobre Tarifa Social de Energia Elétrica e comportamento de consumo - Meios de adequar a necessidade (e desejo) de consumo à renda.

Ótimo tema, diretamente associado às melhorias que visamos para a conservação dos recursos naturais.  Ressalta abordagens de diferentes culturas e a aceitação de cada uma perante à situação apresentada. Excelente foco em eficiência energética.

Eletrocar - Centrais Elétricas de Carazinho S.A., participante do Webinar sobre Tarifa Social de Energia Elétrica e comportamento de consumo - Meios de adequar a necessidade (e desejo) de consumo à renda.

Importância da disseminação de conhecimentos, sem limite de distancia. Esperamos por mais seminários. Foi muito relevante e agregou valor aos nossos conhecimentos.

Analista, Eletrobrás Rondônia, participante do Webinar sobre Planejando ganhos de projetos comportamentais de Conservação de Energia e Água